Boxe brasileiro exporta conhecimento

A Confederação Brasileira de Boxe vem, desde 2009, investindo em todos os aspectos do esporte. A entidade acredita que para atingir o potencial brasileiro no Boxe, é necessário qualificar todos os profissionais que têm os seus trabalhos refletidos na modalidade esportiva no País. Desta forma, houve um esforço sem precedente para viabilizar a qualificação de brasileiros através de cursos internacionais para técnicos, árbitros e oficiais técnicos.

Com a responsabilidade de dar exemplo e liderar o processo, o Presidente da CBBoxe Mauro Silva encarou o desafio de se manter em dia com o Boxe Olímpico, e de ir além. Foi assim que conseguiu, ainda em 2013, se tornar Instrutor Mundial de Árbitros e Juízes. Já um notório  Oficial Técnico Internacional, Mauro prestou o exame para tornar-se Supervisor Internacional da AIBA, função-mor dentro de cada torneio de Boxe Olímpico. Em teste realizado em janeiro deste ano no Azerbaijão, Mauro foi aprovado com louvor e, para compensar os estudos e dedicação, o Presidente da CBBoxe foi oficialmente convidado para a função de Supervisor dos Jogos Centro Americanos, um dos mais tradicionais campeonatos de Boxe AOB do mundo.

Recentemente apontado para o cargo de membro do Comitê Executivo da AMBC (American Boxing Confederation), e já pertencente ao quadro atual da Comissão de Juiz e Árbitros da AIBA, Mauro vem demonstrando através da sua vontade de sempre melhorar que, não só o reconhecimento do meio esportivo é natural, mas a qualificação do profissional reflete, de um jeito ou do outro, no atleta encima do ringue.

Já há estudos para viabilizar, em breve, um curso de formação de técnicos no País, além da formação de novos Oficiais Técnicos Internacionais, e da possibilidade de proporcionar mais experiência internacional aos jovens árbitros. Vale ressaltar, também, a presença de uma equipe multidisciplinar completa no CT em São Paulo, e os boxeadores da Seleção ressaltam a importância destes profissionais constantemente. A equipe médica, que recentemente passou por nova qualificação na AIBA, contará com Dr. Bernardino Santi como médico oficial dos Jogos Centro Americanos, à pedido da AMBC. A partir do início de projetos como estes, o Boxe Brasileiro entrou em uma crescente contínua, e não pretende nunca mais voltar para a escuridão que reinou o nosso querido esporte por tempo demais.

A CBBoxe continua encorajando aqueles que buscam melhorar o seu conhecimento no nosso esporte, e lembra que não há ganhos sem comprometimento, atitude, trabalho e fé.