Atleta e árbitro brasileiros se destacam na Rússia

Após um combate duro e equilibrado, Robenilson de Jesus desbancou o atual campeão do torneio russo Magomed-Salam Umakhanov Memorial, e conquistou a medalha de ouro da categoria galo (56kg)

A luta foi contra o atleta da casa e campeão da região russa do Daguestão, Khasan Arsunkaev. Canhoto, o russo se mostrou agressivo e veloz logo nos primeiros momentos da luta, até acertar um potente golpe na linha de cintura do brasileiro.

Robenilson não se intimidou e utilizou muito bem a distância para tirar a chance de Khasan Arsunkaev acertar os seus melhores golpes. O russo, no entanto, não se deu por vencido e literalmente caçou o brasileiro em cima do ringue. Robenilson conseguiu se movimentar bem e neutralizar as investidas do atleta da casa. O combate terminou em 2:1 para o brasileiro que foi o único atleta não europeu que conquistou uma medalha de ouro.

Além do Ouro de Robenilson, o Boxe brasileiro voltará da Rússia com mais duas conquistas: Roberto Custódio (69kg) e Myke Carvalho (75kg) trarão para o Brasil duas honrosas medalhas de Bronze. Ao todo, foram três presenças brasileiras no pódio repleto de atletas da tradicional escola europeia de Boxe. O resultado brasileiro é a ponta do iceberg do trabalho sério realizado por toda a equipe da CBBoxe.

Clique aqui para assistir à gravação das finais.

Arbitragem

As conquistas brasileiras não ficaram por aí. A arbitragem do Boxe Olímpico brasileiro foi muito bem representada por Wellington Souza (foto à esq.), que foi considerado nada menos que o melhor árbitro/juiz da competição.

Ao todo, 21 árbitros/juízes atuaram na Rússia. Wellington atuou em 40 das 98 lutas da competição. Este foi o seu primeiro torneio internacional. Ele voltará para o Brasil com um troféu concedido pela Federação Russa de reconhecimento por sua atuação.

A conquista de Wellington, único árbitro não europeu da competição, destaca a importância que a CBBoxe dispensa à arbitragem do Boxe Olímpico do Brasil. Um bom desempenho de nossa arbitragem consolida ainda mais a importância e respeito que o Boxe Brasileiro conquistou nos últimos anos em meio ao cenário do Boxe Olímpico mundial.