Robson Conceição escreve uma nova página na história do Boxe do Brasil

 

O Boxe do Brasil recebeu o maior presente de sua história olímpica neste inesquecível 16 de agosto de 2016. Após dias e mais dias longe da família, dezenas de viagens internacionais, três ciclos olímpicos, e milhares de sessões de treinamento intenso e exaustivo, Robson Conceição cresceu como ser humano, se desenvolveu como atleta, e representou o Brasil na Rio 2016 com a postura de um verdadeiro campeão.

Robson lutou contra os melhores atletas da atualidade. Encarou o fortíssimo uzbeque Hurshid Tojibaev em sua segunda luta, pelas quartas de finais. Não se intimidou com o cubano tricampeão mundial Lazaro Alvarez, em uma semifinal eletrizante, de pura técnica. E lutou com sabedoria contra o surpreendente francês Sofiane Oumiha, se impondo na luta e, consequentemente, levando ao delírio a maravilhosa torcida que lotou o pavilhão 6 do Riocentro.

A medalha de Ouro de Robson representa muito para o Boxe do Brasil. Ela mostra que é possível vencer. Que vale a pena o trabalho desenvolvido por todos os treinadores brasileiros, que dedicam a sua vida a treinar jovens atletas que têm o sonho de se tornarem campeões. Sonho que se tornou realidade para Robson Conceição, e seu primeiro treinador, Agberto Jesus (foto à dir.), conhecido no mundo do Boxe como “Bel”, que há vários anos revela talentos do Boxe do Brasil, na Bahia.

Em respeito a todos os treinadores brasileiros, Bel foi convidado pela CBBoxe para ver o outrora pequeno garoto, para o qual ensinou os primeiros golpes, lutar como um gigante em cima do Ringue, e conquistar o lugar mais alto do pódio no evento esportivo mais importante do planeta.

Emocionado, Bel agradeceu por ter sido lembrado, e comemorou como todos os treinadores do Brasil festejaram esta conquista inédita. Robson Conceição é a prova concreta de que vale a pena acreditar no esporte como agente transformador na vida das pessoas.

Foram anos de muito trabalho na Seleção Brasileira de Boxe. Robson Conceição perdeu na primeira luta nos Jogos Olímpios de Pequim. O mesmo aconteceu em Londres, em 2012. Ele não desistiu. Nós nunca desistiríamos. Não foram derrotas. Foi o aprendizado que fez parte do desenvolvimento de Robson, que se tornou campeão na Rio 2016.

Da mesma forma, todos os atletas do Boxe que representaram o Brasil na Rio 2016 estão em desenvolvimento. Não deu dessa vez para alguns deles. No entanto, continuaremos no mesmo trabalho sério que mudou o rumo do Boxe do Brasil nos últimos oito anos, por que não acreditamos no acaso. Sabemos que o atleta precisa se desenvolver para alcançar feitos como o de Robson.

A CBBoxe dá os parabéns a Robson Conceição, e a toda a comissão técnica do Boxe do Brasil que esteve ao lado de Robson na preparação para esta conquista inédita. Os treinadores Claudio Aires, João Carlos, Mateus Alves, Abel Bokovo e Juraci Oliveira. O diretor técnico Otílio Toledo. A psicóloga Marisa Markunas. A nutricionista Erica Oliveira. O analista de desempenho Felipe Romano. Os fisioterapeutas Raul Traete e Gabriel Peixoto. O massoterapeuta Joao Martins. O médico Bernadino Santi. O auxiliar administrativo Samuel Orthey. Entre tantos outros que fizeram parte dessa conquista inédita.

Foto da home: Flavio Florido/Exemplus/COB