Mais uma história de superação e vitória

<p>N&atilde;o &eacute; s&oacute; uma modalidade. O Boxe &eacute; feito por hist&oacute;rias de supera&ccedil;&atilde;o que sempre se iniciam fora dos ringues, e se encerram em momentos de gl&oacute;ria e reden&ccedil;&atilde;o. Hist&oacute;rias que motivam, como a do grande Muhammad Ali. Hist&oacute;rias que nos fazem sorrir e vibrar, como a do nosso campe&atilde;o ol&iacute;mpico Robson Concei&ccedil;&atilde;o. Hist&oacute;rias fict&iacute;cias que marcaram a s&eacute;tima arte, como as de Rocky Balboa.</p>
<p class=”MsoNormal”>Essas s&atilde;o as hist&oacute;rias famosas, mas existem aquelas que fazem a diferen&ccedil;a mesmo estando distantes dos holofotes. &Eacute; assim que a ex-atleta Janeide Nogueira faz a diferen&ccedil;a para o Boxe feminino do Rio Grande do Norte.</p>
<p class=”MsoNormal”>Janeide foi a primeira atleta do Estado do Rio Grande do Norte a subir no p&oacute;dio em campeonatos brasileiros de Boxe. Ela conquistou o Bronze no Campeonato Brasileiro Feminino de 2012, realizado em Tocantins, aos 30 anos de idade, em sua primeira competi&ccedil;&atilde;o importante. Foi destaque nas p&aacute;ginas de esporte dos jornais do Rio Grande do Norte.</p>
<p class=”MsoNormal”>No ano seguinte, disputou novamente o Brasileiro Feminino mas, semanas antes da competi&ccedil;&atilde;o, recebeu uma not&iacute;cia que abalaria a sua reta final de treinamentos. &quot;Meu pai faleceu um m&ecirc;s antes… o emocional me pegou&quot;. Apesar do rev&eacute;s, o seu amor pelo Boxe apenas cresceu.</p>
<p class=”MsoNormal”>&quot;Logo depois entrei para a faculdade de Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica.&quot; O diploma veio neste final de semana. Uma segunda vit&oacute;ria para Janeide, a primeira medalhista em brasileiros de Boxe do Rio Grande do Norte, agora profissional de Educa&ccedil;&atilde;o F&iacute;sica.</p>
<p class=”MsoNormal”>&nbsp;A ideia de agora em diante &eacute; fazer a diferen&ccedil;a: &quot;Troquei o Boxe de competi&ccedil;&atilde;o para ser professora de educa&ccedil;&atilde;o f&iacute;sica, agora sou professora na &aacute;rea escolar. Tenho o objetivo de divulgar o Boxe nas escolas&quot;, disse Janeide.</p>
<p class=”MsoNormal”>O Boxe do Rio Grande do Norte agradece ao empenho da atleta que come&ccedil;ou a competir relativamente tarde, aos trinta anos de idade, mas se superou e realizou o sonho de subir ao p&oacute;dio. &quot;O boxe para mim &eacute; muito importante, me trouxe coisas boas&quot;. O seu sonho de agora em diante &eacute; expandir para os seus alunos a ideia de que vencer &eacute; poss&iacute;vel, e que o Boxe pode mudar a vida de quem sonha ocupar um lugar no p&oacute;dio.</p>