Beatriz Ferreira conquista Ouro inédito no Strandja Tournament

 BBF 
52970978_1872403969554594_5372230993182720000_o

Em mais uma conquista histórica para o nosso Boxe, Beatriz Ferreira (60kg) conquistou a primeira medalha de Ouro brasileira no evento mais tradicional e importante da Europa, o Strandja Tournament, que está em sua 70ª edição.

Bia conquistou a medalha de Ouro após vencer de forma unânime a sueca Agnes Alexiusson, nesta terça-feira. Bia dominou o combate sem dar qualquer chance de reação à sueca, que havia feito uma grande campanha na competição.

Esta foi a melhor participação brasileira no Strandja Tournament. Ao todo, conquistamos quatro medalhas. As outras três vieram do Boxe masculino que, com três Bronzes, também assinalou na história do Boxe brasileiro a melhor campanha dos homens no torneio europeu.

As medalhas de Bronze vieram dos punhos de Douglas Andrade (52kg), Wanderson Oliveira (64kg) e Abner Teixeira (91kg).

Para abrilhantar ainda mais a primeira grande conquista do Boxe do Brasil em 2019, neste ano o Strandja Tournament contou com o seu maior número de países e atletas, o deixando com a dimensão e nível de um Campeonato Mundial. Foram mais de 300 atletas de 40 países. Estiveram na Bulgária países dos cinco continentes.52151381_1872404009554590_4585194277893570560_o

Destacou-se também o trabalho da nossa comissão técnica, que trabalhou incansavelmente para que o Boxe do Brasil continue a ser respeitado no cenário internacional. Os treinadores Mateus Alves e Leo Macedo se desdobraram para, durante a competição, manter os 13 atletas que disputaram o torneio focados e preparados para encarar os seus desafios. Na medida em que aumentou o nível do Strandja Tournament, aumentou também o desempenho do nosso Boxe.

Histórico

2012 – 28 países participantes – 1 bronze com Esquiva Falcão (75kg)

2013 – 16 países – 2 Bronzes com Robson Conceição (60kg) e Roberto Custódio (69kg)

2014 – 22 países –  1 Bronze com Joedison de Jesus (64kg)

2015 – 34 países participantes – sem medalha

2018 – 32 países – 1 Bronze Abner Teixeira (91kg) e; 1 Prata com Beatriz Ferreira (60kg)  (primeira final do Brasil)

2019 – 40 países participantes – Brasil recorde de medalhas: 3 Bronzes – Douglas Andrade (52kg), Wanderson Oliveira (64kg) e Abner Teixeira (91kg) – e Ouro com Beatriz Ferreira (60kg)

Conquista histórica

Em menos de seis meses tivemos duas conquistas inéditas para o Brasil. Em setembro de 2018, Rebecca Lima foi a primeira atleta da categoria feminina a conquistar uma medalha em Campeonatos Mundiais Juvenis e, nesta terça-feira, Beatriz conquista o primeiro Ouro para o Brasil no Strandja Tournament.

Faltando um pouco mais de um ano para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a CBBoxe reitera seu compromisso com o sonho olímpico. Atletas, comissão técnica e a administração da entidade continuarão trabalhando duro para que o Boxe do Brasil continue a quebrar barreiras.

 

Russia Kazaquistao Brasil (Wanderson Oliveira 64kg) e Polônia
2eaf27c6-4679-44cc-83bd-218b27ef3002
Rússia, Cazaquistão, Ucrânia e Brasil (Abner Teixeira 91kg)
d3d9bf1d-1f2d-4b20-9e84-22737cc61af6
Bulgária, Uzbequistão Ucrânia e Brasil (Douglas Andrade 52kg)